Skip to content

PROTOCOLOS DE BIOSSEGURANÇA PARA SUA VIAGEM AO PANAMÁ

O Aeroporto Internacional de Tocumen cumpre rigorosamente com a aplicação dos protocolos de biossegurança definidos pelo Ministério de Saúde da República do Panamá, para o reinicio seguro da operação aérea comercial, a partir do dia 12 de outubro.

Adaptamo-nos à nova normalidade para cuidar de você em cada etapa da viagem. As recomendações e guias de biossegurança são fundamentais para apoiar nossa operação durante o trânsito por nossas instalações.

Estamos prontos para reiniciar a conectividade aérea com América Latina, o Caribe, América do Sul, América Central, e Europa, comprometidos com manter os mais altos padrões de saúde, higiene e segurança de acordo com os protocolos reconhecidos pelos organismos internacionais que regulam a aviação, para que sua experiência por nossos terminais, seja a tempo, confortável e segura.

Tocumen cuida de você! Última atualização dia [24 de setembro de 2020]. Os protocolos serão atualizados conforme necessário.
v-1
v-2
v-3
v-1
v-5

    • Os viajantes deverão apresentar uma prova negativa de COVID PCR ou antígeno realizado no máximo 48 horas ao momento de sua chegada ao Panamá. Se não for possível apresentar provas dentro do prazo estabelecido, um teste rápido de COVID-19 deve ser realizado no aeroporto, o qual será por conta do viajante, prévio a sua passagem por migração. (Custo USD$50).
    • A partir do dia 3 de maio de 2021 começam a reger medidas sanitárias para passageiros que tenham transitado ou sejam procedentes de qualquer país da América do Sul, do Reino Unido, da República da África do Sul ou da Índia.
      • Antes do embarque. Aeroporto de origem
        • Apresentar teste de antígeno/PCR negativo realizado máximo 48 horas antes da abordagem.
      • Ao chegar em Tocumen
        • Terão de realizar outro teste de antígeno ou molecular para a detecção de COVID-19 antes de passar pela imigração, a seu próprio custo.
        • Quarentena obrigatória
      Passageiros com resultados negativos
          • Terão de ser submetidos a isolamento preventivo durante 5 dias em casa ou num hotel-hospital, exigido pelas autoridades sanitárias.
          • No quinto dia, será realizado um teste de antígeno para detecção de COVID-19, pago pelas autoridades sanitárias. Se o teste for negativo, o isolamento termina.
      Passageiros com resultados positivos
        • Terão de realizar teste PCR para detecção de COVID-19 e um teste de tipificação realizado pelo Instituto Comemorativo Gorgas de Estudos da Saúde e cumprir os 14 dias de isolamento em um hotel-hospital, exigido pelas autoridades sanitárias.
    • A partir do dia 23 de junho de 2021, panamenhos e estrangeiros residentes na República do Panamá procedentes de qualquer país da América do Sul, do Reino Unido, da República da África do Sul ou da Índia deverão contar com os seguintes requisitos:
      • Teste de antígeno ou PCR negativo realizado no máximo 48 horas antes da sua chegada a Tocumen.
      • Cartão ou certificação digital do programa de vacinação completo aprovado pela OMS, EMA e FDA igual ou maior a 14 dias posterior a sua última dose.
      Ficam dispensados (panamenhos e estrangeiros residentes na República do Panamá) do teste molecular na sua chegada a Tocumen e do isolamento obrigatório por três (3) dias.
      Visite: www.panamadigital.gob.pa para obter o Certificado de Vacinação.
    • Atualmente não há restrições de entrada de nenhum país.
    • Se o viajante apresentar um teste de COVID de mais de 48 horas, será obrigatório realizar um teste rápido de COVID, o qual correrá por conta do viajante, prévio a sua passagem por migração.
    • Atualmente não há restrições de entrada de nenhum país.
    • O seguro saúde não é obrigatório, mas é altamente recomendado.
    • Não recomendamos o uso ou transporte de itens não essenciais a bordo, como cobertores ou travesseiros, para minimizar o risco de contaminação cruzada.
    • Incentivamos a todos os viajantes a verificar as restrições de viagem do país de partida e do país de cidadania.
    • Antes do check-in, todos os viajantes que chegarem precisarão preencher uma declaração eletrônica aceitando:
      • Cumprir com todas as medidas de controle sanitário assinaladas pelo Ministério de Saúde do Panamá.
      • Proporcionar informação de localização física enquanto estiver no Panamá.
      • Confirmar que está saudável (sem sintomas de nenhuma doença respiratória) e que não tenha estado exposto ao COVID-19 nos últimos catorze (14) dias.
A declaração sob juramento estará disponível a partir do dia 10 de outubro, mediante um link nesta mesma seçãse


  • Aos passageiros que não seguirem os protocolos de biossegurança será negada sua entrada ao país ou poderão ser sancionados de acordo com as leis panamenhas.
  • O uso de máscaras cirúrgicas é requerido em todo momento, exceto nos seguintes casos:
    • Momentos onde se requer a identificação do viajante em controles de segurança e migração, respeitando sempre o distanciamento social de 2 metros.
    • Bebês de dois anos ou menos.
    • Passageiros com doença respiratória, diferente ao COVID que os impeça de respirar com a máscara.

Nota: No caso de pessoas com alguma doença diferente ao COVID, que os impeça de respirar com a máscara cirúrgica, deverão usar protetor facial e apresentar certificado médico que indique a doença que padecem e a recomendação médica que não devem utilizar esse equipamento de proteção pessoal.

As máscaras devem estar em ótimas condições e deverão ser utilizadas corretamente. Máscaras húmidas, sujas ou danificadas devem ser substituídas o antes possível.

  • Os passageiros devem manter uma distância física, de no mínimo dois (2) metros nas instalações do aeroporto.
  • Se um passageiro tiver um teste de COVID com mais de 72 horas ao momento da chegada, estará na obrigação de fazer um teste rápido de COVID, o qual correrá por conta do viajante, antes de passar pela alfândega.
    • Se o teste der resultado positivo, o Governo Panamenho dará estadia em um hotel sem despesa para o viajante pelo período de quarentena obrigatória.
  • Os viajantes estão sujeitos a controles de temperatura ao entrar ao aeroporto.
  • Se apresentar temperatura corporal elevada ou sintomas relacionados, serão sujeitos a um teste de COVID rápido e/ou exames de saúde adicionais, para definir as medidas necessárias a serem tomadas.
  • Os passageiros serão postos em isolamento até que receberem o resultado.
  • Si o resultado for positivo, o passageiro será posto em quarentena em um hotel do lugar, designado pelo Ministério de Saúde. Após sete (7) dias, será feito outro teste de antígeno rápido. Se o resultado for negativo, finaliza a quarentena, caso contrário permanecerá em quarentena.
  • O Ministério de Saúde poderia realizar testes rápidos aleatórios em qualquer momento.
  • Os mesmos requisitos estabelecidos anteriormente serão aplicáveis aos visitantes que chegarem em voos privados.

  • É obrigatório usar máscaras em qualquer meio de transporte.
  • É necessário a lavagem de mãos com a maior frequência possível, especialmente ao:
    • Entrar e sair do transporte público.
    • Ao estar em contato com superfícies que se tocam com frequência. (Maçanetas, corrimãos, cadeiras, portas, torneiras, etc.)
  • Manter a distância de outros passageiros.
  • Cobrir a boca e o nariz com o ângulo do braço ou com um lenço descartável ao tossir ou espirrar, descartá-lo e lavar as mãos.
  • Não se poderá consumir nenhum alimento nem bebida enquanto estiver dentro do transporte.
  • Evitar falar com outros passageiros, ou com o condutor do veículo ou ainda pelo telefone celular enquanto estiver no veículo. Se for necessário falar, não tire a máscara ao fazê-lo.
  • Considerar o uso de ventilação natural em um taxi ou similar (abra uma janela).
As empresas de transporte implementaram as seguintes medidas:
  • A utilização de máscaras, higiene de mãos e distanciamento.
  • Mecanismos para monitorar o rigoroso cumprimento destas medidas.
  • A temperatura dos empregados será tomada diariamente ao início do dia.

  • O uso da máscara é obrigatório em espaços públicos tanto para residentes como para visitantes.
  • Maior presença de estações com desinfetante para as mãos.
  • Aumento no uso de opções de pagamento eletrônico (cartão de crédito/débito).
  • Controles de temperatura frequentes por parte do comercio e operadores turísticos.
  • Cardápios digitais ou de painéis e mapas digitais que poderão ser acessados através do seu telefone inteligente.
  • As praias, academias, spas, salões de beleza e cassinos poderão operar com os protocolos de segurança adequados.
  • Mantenha-se com seus companheiros de viagem (grupo social/familiar).

  • As recepções terão barreiras físicas de separação como vidros protetores ou lâminas acrílicas.
  • As estações de desinfecção de mãos estão disponíveis em lugares públicos, para uso de visitantes e/ou convidados.
  • Os lobbies e as salas serão limpos três (3) vezes ao dia.
  • Os elevadores dos hotéis serão limpos e desinfetados a cada duas (2) horas.
  • As comidas tipo buffet não estarão disponíveis, só a la carte nos restaurantes do hotel ou serviço de quarto.
  • Estarão disponíveis linhas de consulta telefônicas com a recepção do hotel para qualquer pergunta ou dúvida relacionada com a saúde. Os hotéis se encarregarão da organização do transporte aos centros médicos se for necessário.

O que esperar dos Restaurantes?

  • Os restaurantes devem operar com sistema de reserva para evitar aglomerações
    • As mesas estão separadas por uma distância de pelo menos dois (2) metros
    • Sal, pimenta, molhos, coqueteleira, entre outras serão servidos individualmente
    • Cardápio tipo painel e/ou cardápios digitais estarão disponíveis para acessar a través de telefones inteligentes.
    • Não haverá buffets disponíveis.
    • O desinfetante para as mãos estará disponível nas mesas ou em áreas de maior circulação.
    • Todos os protocolos nos restaurantes foram revisados pelo Ministério de Saúde e foram reabertos a partir do dia 28 de setembro.

O que esperar nos Tours e Atrações Turísticas?

  • Capacidade de ocupação reduzida em (50%) para veículos de transporte terrestre compartilhado
  • Os espaços para eventos estão limitados a 30% de capacidade e quatro (4) pessoas por mesa.
  • Capacidade da marinha limitada em 25%.
  • Os campos de golfe estarão abertos (não serão usados rastelos para os obstáculos de areia ou bandeiras. Não será permitido compartilhar carrinhos).

  • O uso de máscaras cirúrgicas é requerido em todo momento, exceto nos momentos onde se requer a identificação do viajante nos controles de segurança, migração, etc.
  • Controle de temperatura ao entrar no aeroporto.
  • Tapetes desinfetantes ao entrar no aeroporto para desinfetar sapatos e rodas de malas.
  • Recomendamos a todos os viajantes que consultem as restrições de viagem e protocolos do aeroporto e país de destino.

#TocumenCuidaDeVocê
#TocumenTakesCareOfYou

Para mais informação, pode ligar para nossa Central Telefônica +507 238-2700 / +507 238-2600 ou, escrever a info@tocumenpanama.aero